como-ganhar-dinheiro_2.jpg

Qual o salário para fazer você feliz? por Ari Bruno Lorandi

Dinheiro compra a tal felicidade?

Postado em 14/01/2019

 

Um estudo publicado pela revista Nature Human Behavior, elaborado por psicólogos norte-americanos mostra que dinheiro pode, sim, comprar felicidade

 

Dinheiro compra ou não felicidade? A resposta para essa pergunta é tanto positiva quanto negativa, segundo um estudo publicado pela revista Nature Human Behavior elaborado por psicólogos norte-americanos.

Por um lado, o estudo mostra, a partir de dados de 1,7 milhão de pessoas, que quanto maior a remuneração, maior o grau de satisfação com a vida que ela terá. Mas, ao mesmo tempo, essa regra vale até um salário específico – depois dele, quanto maior a remuneração, menor o grau de felicidade.
O salário ideal para ser o mais feliz possível é, em média, US$ 95 mil ao ano, o equivalente a R$ 300 mil ao ano e R$ 25 mil ao mês, segundo o estudo, mas varia de acordo com a região onde se vive. Na América Latina, por exemplo, o profissional que ganha R$ 9,5 mil ao mês já tem um nível alto de felicidade. Em países mais desenvolvidos, como a Nova Zelândia, o salário ideal já sobe para mais de R$ 34 mil ao mês. Segundo o especialista que liderou o estudo, Andre T. Jebb, essa variação acontece, pois a auto percepção de felicidade do indivíduo é influenciada pela comparação com os demais. Ou seja: quanto mais rica for a sociedade no geral, mais
expectativas o indivíduo terá em relação à sua remuneração e padrão de vida.
Quando esse limite de remuneração é ultrapassado, entretanto, os níveis de felicidade começam a diminuir. Isso porque o dinheiro é importante somente para arcar com necessidades básicas, compras convenientes e pagamento de contas, mas em determinado ponto não se torna mais necessário. Depois que o ponto ideal de necessidades é atendido, as pessoas são levadas a se comparar ainda mais a seus colegas e outras pessoas, o que atrapalha o bem-estar e felicidade.

“Nesse ponto, as pessoas se perguntam: ‘no geral, como eu estou?’ e ‘como eu estou em relação às outras pessoas?’. Essa pequena queda [no bem-estar] coloca pessoas de maior felicidade no mesmo nível das que ganham salários mais baixos, talvez por conta dos custos que vêm com as remunerações mais altas”, explicou Jebb. “O dinheiro é só uma parte do que nos faz feliz, e estamos aprendendo mais sobre os limites dele”, disse.

A seguir, confira qual é o salário ideal para a felicidade em cada região do mundo, segundo o estudo:

TAGS - Ser feliz, salário, felicidade

COMENTE

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
Conheça as regras para a aprovação de comentários neste Blog

COMENTÁRIOS

Mais Artigos

grafico_bovespa.jpg

Fala sério

  A reação dos especuladores ao anúncio do governo dos primeiros pontos definidos da reforma da Previdência foi de grande euforia. O Ibovespa disparou 1.000 pontos e...

+

11701-Bolsonaro-presidente-816x400.jpg

Agora com certeza vai

  No primeiro discurso de Jair Bolsonaro ficou evidente a preocupação com os empreendedores. É a primeira vez que se ouve de um presidente eleito uma frase ...

+

um_dia_perfeito_3.jpg

UM DIA PERFEITO

    Em um ano cheio de bla bla bla, mi mi mi, e apenas dias bons, quantos de nós temos dias perfeitos onde nada dá errado? Não muitos de nós, com vcert...

+

reinvencao_do_guarda-chuva.jpg2.jpg

A lição do guarda-chuva invertido

Apesar da sua origem ser incerta o Cheap Replica Breitling Watches guarda-chuva é uma invenção muito antiga. Sabe-se que no século XII a.C. já era usado pe...

+

Inmetro_lento.jpg

A lentidão do Inmetro

  O Instituto Nacional de Metrologia – Inmetro e o órgão responsável pela normalização de produtos e serviços no Brasil. Mas, chama atenç...

+

Blend-polyol-and-isocyanate-for-polyurethane-structure.jpg

Problema complicado

  Não é a primeira nem será a última vez que os conflitos de interesses comerciais abalam a relação de fabricantes e fornecedores. Há muitos an...

+